Go Back   Wolfdog.org forum > Portugues > Padrão da raça e Bonitações

Padrão da raça e Bonitações Como deve ser um típico CLT, medidas e comentários sobre o padrão racial, informações sobre as Bonitações...

Reply
 
Thread Tools Display Modes
Old 28-03-2008, 16:28   #1
Proprius Dominor
Junior Member
 
Join Date: Mar 2008
Posts: 51
Default Padrão

Onde consigo o padrão da raça em português? se é que existe tradução oficial, creio que não.
Proprius Dominor jest offline   Reply With Quote
Old 29-03-2008, 01:05   #2
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default

Ainda não existe a tradução oficial feita pela CBKC, pode ser encontrado no site do Bruno Tausz uma tradução feita por ele do padrão da raça, mas ela não é confiável, mesmo a tradução que futuramente a CBKC fará deve ser revisada para ver se está tudo correto, já que é bem comum erros na tradução, principalmente aqueles de interpretação como ocorre no padrão Francês em relação ao temperamento da raça.
O melhor mesmo por momento é tentar se guiar pelo padrão inglês que, dos facilmente legiveis, é o mais correto.
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Old 31-03-2008, 15:12   #3
Proprius Dominor
Junior Member
 
Join Date: Mar 2008
Posts: 51
Default

Ok, tu chegou a ver que no site do canil português, o Lugar do Poço, também tem uma tradução? http://www.lobocheco.com/estalao.html - traduzido do inglês, mas como não é oficial, vou pegar o em inglês mesmo.
Proprius Dominor jest offline   Reply With Quote
Old 31-03-2008, 20:05   #4
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default

Ta boa!
Só falta pequenos detalhes como por exemplo nas faltas desclassificatórias, que dão uma "sublinhada" nessa parte aqui : Aggresive or overly shy. separando-a dos "problemas comportamentais", já que em diversos países alguns "criadores" dizem que é típico do CLT ser tímido e medroso devido as suas origens lupinas.
O temperamento no padrão inglês também é um pouco mais detalhado.

Lively, active, tough, obedient with quick reactions, fearless and courageous. Shows tremendous loyalty towards his master. Resistant to weather conditions. Versatile in his uses.


Acho detalhes desse estilo um tanto importante, tanto nos julgamentos em exposições, onde normalmente os juízes pouco conhecem a raça, quanto para novos criadores e futuros interessados, que ao procurarem pela raça, se deparam com o padrão esperando o máximo possível de detalhes.
Lembrando que o padrão no final das contas é a salvação de quem está pesquisando sobre a raça contra os famosos cachorreiros, que se aproveitando do desconhecimeto em relação a raça, dizem ser típico da raça certos problemas comportamentais sérios.
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Old 11-04-2008, 01:29   #5
lugardopoco
Junior Member
 
lugardopoco's Avatar
 
Join Date: Dec 2006
Location: Mafra
Posts: 46
Default

Desculpem meter-me na conversa, mas penso que devo explicar que a tradução não oficial que fiz do estalão para português foi uma tentativa de contrariar a tendência típica do povo português de não ler o "manual de instruções". Geralmente o português típico só lê o manual de instruções depois da máquina incendiar por ele ter carregado nos botões todos ao tentar pô-la a funcionar! Esta linha de pensamento também se aplica a animais de estimação. A maior parte das pessoas é capaz de adquirir um animal por impulso sem a mínima reflexão se tem as condições, estilo de vida e conhecimentos para aquele animal em particular. Se tivesse colocado a versão oficial inglesa na página WEB, estou convencido que 99 % dos visitantes do site não a iria ler. Quero evitar que em Portugal, o Lobo Checo tenha o destino das raças nórdicas que tiveram muito sucesso quando foram importadas devido apenas ao seu aspecto. Poucos donos tinham conhecimento da forma correcta de lidar com eles. Sendo assim, hoje em dias, os canis municipais estão cheios de cães nórdicos abandonados pela simples razão que que cresceram com o acompanhamento errado e em adultos tornaram-se insuportáveis.
Acrescento que já tive que recusar entregar cachorros a pessoas que os queriam para utilizar em números de circo, adornar consultórios de feitiçaria (segundo me disseram, o aspecto do cão iria dar mística ao espaço!) e outras aberrações!!!
lugardopoco jest offline   Reply With Quote
Old 11-04-2008, 04:26   #6
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default

O forum em português é pra todos os que falam essa lingua, fora o fato de ser publico o que da o direito de qualquer um que entenda e escreva português ( ou não) opinar e participar, logo, não estás se metendo além de ser hiper bem vindo, espero que participes mais!
Pensei que a tradução do padrão que se encontra no teu site era feita pelo Clube Português de Canicultura, por isso me apeguei aos detalhes, já que esse acaba indo parar mais para os juízes que para o publico em geral, o clube, por acaso, chegou a fazer uma tradução oficial? se sim, tens ela?

Acho que adquirir animais por impulso, como se fossem objetos, é algo muito presente na sociedade hoje em dia, independente do país e da cultura, para cães basta a raça entrar na moda ou ter alguma característica em específico que o problema está feito.
O temperamento do Cão Lobo Tchecoslovaco colabora bastante para espantar pessoas impulsionadas e até mesmo leigos, já que uma pequena procurada na internet deixa claro o temperamento do cão sendo bem evidente os aspectos negativos e a função da raça como cão de trabalho, o problema encontra-se na aparência lupina, mas nada que um bom controle por parte do criador em relação a seleção do futuro proprietário não resolva aliado a conscientização das pessoas de que, se quer um lobo, procure outra raça ou, preferencialmente, não tenha um cão.
Felizmente a moda dos nórdicos aqui passou mesmo ainda tendo um numero consideravel de nordicos e mestiços abandonados.
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Old 11-04-2008, 15:34   #7
Proprius Dominor
Junior Member
 
Join Date: Mar 2008
Posts: 51
Default

Faço minhas as palavras da Paula (Nebulosa), seja bem vindo ao fórum em português, a tua tradução foi umas das únicas duas em português que conseguimos localizar a outra é brasileira mas também não-oficial http://www.brunotausz.com.br/novo_si...a.asp?raca=344

Tenho um casal de Huskies e quando na rua sempre me perguntam quando vou tirar cria, pois os acharam lindos e o blá-blá-blá de sempre, dai quando começo a contar do temperamento da raça já começam a mudar de idéia.
Proprius Dominor jest offline   Reply With Quote
Old 12-04-2008, 01:50   #8
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default

E aí que está o motivo para ser tão cricri quando o assunto é padrão de raça, muitas vezes podemos encontrar erros grotescos na tradução oficial do padrão de uma raça, o que acaba fazendo vários criadores mais desinformados selecionarem seguindo a risca aquele padrão erroneo, logo, acabam selecionando a raça de forma errada, tudo por culpa do padrão, em padrões não oficiais normalmente a quantidade de erros é bem maior em outras raças, um exemplo é, no mesmo site, a tradução do padrão do Saarloos, onde diz o seguinte sobre os Jarretes "de vaca, ligeiro"., já pensou uma seleção inteira de cães com jarrete de vaca, por um erro assim?! Pior ainda é levar em consideração que erros piores podem ser encontrados em traduções oficiais em outras raças.
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Old 12-04-2008, 02:21   #9
lugardopoco
Junior Member
 
lugardopoco's Avatar
 
Join Date: Dec 2006
Location: Mafra
Posts: 46
Default

Muito obrigado pelas boas vindas! Estou em êxtase por poder escrever em português sobre o Lobo Checo! Não consigo evitar a sensação de que vou ser mal interpretado quando escrevo num idioma estrageiro sobre a raça. Fico sempre à espera de uma resposta adulterada ou/e agressiva.
Quanto à tradução do estalão, a versão que existe no nosso site não é oficial. É apenas uma tentativa bem intencionada de facilitar informação a quem o consulta e de tentar esclarecer os recém-aficionados do que podem esperar do Lobo Checo. Existindo 5 Lobos Checos em Portugal, torna-se difícil convencer o CPC a oficializar uma tradução, com toda a burocracia que isso acarreta.
A maior parte da ninhada deste ano irá ficar em Portugal. Talvez isso me dê argumentos para os convencer a avançar com o projecto. Embora o CPC seja composto por um grupo de pessoas muito acessivel e com grande "amor à camisola", a maior parte deles exerce a sua função no Clube em part-time, logo têm que decidir as suas prioridades considerando o tempo disponível e a importância dos temas. Não os posso censurar.
Voltando ao estalão, fiquei convecido que lêmos versões com datas de emissão diferentes. Ou, talvez, traduzi uma versão resumida. Vou investigar e actualizar o site, dentro da minha compreensão do inglês.
Em relação à avaliação dos futuros donos dos nossos cachorros, quando dizes que "nada que um bom controle por parte do criador em relação a seleção do futuro proprietário não resolva", eu respondo que essa é a parte difiícl da criação! Avaliar a pessoa que está à nossa frente a dizer que quer um Lobo Checo! Tenho algumas sessões de formação em comportamento humano e mesmo assim tenho muitas dúvidas ao entrevistar potenciais proprietários! É um tiro no escuro! As pessoas dizem o que querem! Às vezes é fácil avaliar quando as pessoas estão a ser sinceras e realmente estão dispostas a esforçar-se a tornarem-se bons líderes. Outras vezes ficamos na dúvida se realmente as pessoas são aquilo que contam. Conheço um criador de Huskies que entregou um macho fenomenal a um indivíduo supostamente muito responsável. quando voltou a ver o cachorro estava confinado a um cubículo de 6 m3, com um comportamento extremamente agressivo e completamente consumido por carraças!!! Aliás, este companheiro desistiu da criação por ter perdido a confiança na sua capacidade de avaliar os futuros donos.
Quando planeamos uma ninhada, temos em vista ficar com um cachorro. Um que nos forneça uma mais-valia para alimentar a nossa paixão em conseguir o "cão perfeito"! Pouca gente tem capacidade financeira para ficar com toda a ninhada, daí que, penso eu, a avaliação dos futuros donos dos nossos cachorros é uma "assombração" que nos atormenta a todos!
Agora vou terminar a minha conversa, porque tenho uma companheira ao meu lado a olhar para mim com aquela expressão que quer dizer: "Olha lá! Tenho fome! em vez de estares a escrever no fórum, podias encher as gamelas! Estamos todos à tua espera!"
Um abraço do lado de cá do Atlântico!
lugardopoco jest offline   Reply With Quote
Old 12-04-2008, 03:55   #10
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default

Se não me engano todos os padrões foram alterados ano passado pela FCI, e se não me engano denovo, nessas alterações foram feitas algumas a mais no padrão do Tchecoslovaco, principalmente na parte de temperamento... tinha me esquecido disso.
Infelizmente os criadores ainda ( ) não tem bola de cristal, podemos encontrar em todas as raças cães vindos de excelentes criadores, reconhecidos por sua grande responsabilidade na seleção de proprietários, que acabaram sendo enganados e venderam cães para pessoas despreparadas ou para criadores reconhecidamente comerciantes, infelizmente isso acontece, o que importa é tentar fazer o melhor e não desanimar.
Me disseram aqui que quando registrar meus cães no Brasil devo enviar uma copia do padrão em inglês para que a CBKC traduza oficialmente, que é possível revisar para ver se está tudo ok e depois de tudo certo o padrão oficial é lançado, vamos ver no que vai dar.
Atualmente estou levando o padrão da raça em inglês para as exposições, até o presente momento todos os juízes leram e se interessaram pela raça.
Um deles me pediu que conseguisse maiores detalhes, um padrão comentado ou, preferencialmente algo com fotos do certo e do errado, claro que com isso já me encarnei e fico pensando em, quando fazer um padrão assim, ver se envio para um bom número de juízes ao mesmo tempo, aos poucos vamos conscientizando o pessoal sobre nossa raça, a raça vai ganhando mais credibilidade e pessoas mais informadas tanto para julgar quanto para aconselhar, trabalho de formiguinha mas que da resultados.

É sempre complicado escrever em uma ligua que não é a nossa, além de ser hiper cansativo, principalmente quando a discução é grande, que exige respostas mais detalhadas, fora ser dificil se expressar, uma pequena brincadeira pode ser levada ao pé da letra e dar briga, comemorei quando foi aberto o fórum em espanhol devido a maior semelhança com o português, mas nada como ter um fórum na lingua mãe.

Fazendo um off-topic, não pensas em tentar trazer novas linhas de sangue para Portugal?

Um abração do sul!
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Old 13-04-2008, 18:14   #11
lugardopoco
Junior Member
 
lugardopoco's Avatar
 
Join Date: Dec 2006
Location: Mafra
Posts: 46
Default

Vou dar uma vista de olhos na página Da FCI, e tentar uma tradução actualizada do Estalão.
Quanto à formalização do estalão no Brasil, cumprimento o seu trabalho! Iniciar um estalão num país (neste caso, provavelmente num continente) é um trabalho de alguma responsabilidade. Pelo menos, tem a seu favor uma boa reacção dos juízes, que mostram alguma humildade na sua atitude em mostrarem-se voluntariosos em aprender sem a soberba de quererem mostrar que já sabem tudo sobre todas todas as raças.
Quanto às ilustrações que possibilitem uma melhor interpretação do Estalão, tenho comigo um livro intitulado "Il Cane Lupo Cecoslovacco" de Ing. Karel Hartl, Jindoich Jedlièka e Giancarlo Rinauro. Caso não tenha esta edição, posso enviar por e-mail o capítulo dedicado ao estalão. Tem uma série de ilustrações que embora simples são muito explicítas no seu objectivo. Gostaria de ajudar nesta odisseia de dar a conhecer a raça, porque por experiência própria, sei que é ingrato dar os nossos cães a avaliar a pessoas que não conhecem a raça, sendo assim, visualizam outras raças como padrão para dar o seu parecer. Já por 3 vezes, apercebi-me que o juiz estava a avaliar os meus cães, utilizando o estalão do Pastor Alemão como referência, o que é bastante desencorajador.
Quanto à injecção de novas linhagens em Portugal, estou a trabalhar nisso na cruza da Hevia (a nossa fêmea mais nova, filha de Aron e Queen). Estou à procura de um macho que contrarie os dois defeitos desta amiga (orelhas longas e dorso comprido). Acima de tudo, procuro um macho com um bom temperamento genético. Tinha muitos machos em vista no início da busca, mas a maior parte deles, têm demasiados antepassados em comum com a Hevia. Depois de os excluir, a lista ficou muito reduzida. Agora, estou na fase de investigar o seu temperamento. Algo que não posso ver nas fotos do "wolfdog.org". Estou a comunicar com vários criadores e proprietários de minha confiança de forma a conseguir restringir a lista a um macho. Já risquei vários devido a serem demasiado tímidos. Tenho muito orgulho no temperamento dos meus cães, logo faço questão de não o prejudicar com um cruzamento fundado apenas no aspecto ou no curriculum dum macho do qual não conheça o seu temperamento.
A Hevia tem apenas dois anos. Tenho muito tempo para escolher um bom par.
um abraço da "agência lusa":
Attached Images
File Type: jpg DSC_5358.JPG (60.8 KB, 7 views)
lugardopoco jest offline   Reply With Quote
Old 17-04-2008, 02:08   #12
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default

Foi me enviado a algum tempo pela Rona algumas partes do padrão ilustrando exemplos de cães corretos e problemas para o padrão, foi feito por Sona Bognarova uma bem conhecida juíza que faz bonitações no país de origem e no exterior, é possível baixar pelo link abaixo.
http://dl.wolfdog.org/files/Articles/en/Czechoslovakian Wolfdog.ppt

Para evitar juízes fanfarrões que acham que sabem tudo mesmo nunca tendo lido o padrão da raça ( isso encontramos em todos os lugares do mundo) estou publicando detalhes de CADA exposição que vou aqui, no fórum mesmo, se quiser fazer o mesmo fique a vontade.
O objetivo não é malhar os juízes que julgam mal nem falar mal de juíz por não ter dado prêmio ou por não ter gostado do cão, mas ressaltar aqueles que mostraram interesse e julgaram bem, assim quando por exemplo, um juíz daqui for pra Portugal, tu já saberás se o mesmo foi bom com a raça aqui ou não, logo, vai saber se vale ou não investir em tal exposição.

Tu podes ter uma noção do temperamentos dos cães pelos resultados de bonitação que são publicados no site mesmo, eles te darão uma boa noção mesmo não sendo uma certeza, são muito válidos já que temperamento é algo complicado e o que é bom para uma pessoa sem muita experiência ou ate mesmo, sem muito estudo em comportamento canino, pode na real ser péssimo em termos de seleção ( Isso é bem comum nos Filas Brasileiros, por mais incrivel que pareça), um bom exemplo disso, uma pessoa bem conhecida espalha por aí nas conversas particulares que os cães do canil z Peronówki são timidos e medrosos, no entanto conheci uma porção dos mesmos e NENHUM se mostrou tímido, muito menos nervoso ou medroso, todos eram extremamente equilibrados e muito curiosos, a Jezebeth se mostrou um excelente cão de guarda territorial e pessoal (em local estranho) não se intimidando com nada sendo que ainda nunca passou por treinamento de proteção.
Na França podemos ver muitos supostos criadores anunciando fêmeas e ninhadas como "linha de trabalho" afirmando que nessas linhas o mais importante é o temperamento e que o temperamento de tais cães são "suberb", por isso as faltas morfológicas, contudo tais cães não passam, na verdade, de animais que foram comprados a balaio na rep-tcheca pois poucos demonstraram interesse pelos filhotes, devido a linha ou ao cruzamento mau feito, lembrando que linha de trabalho e show, não existem no CLT ( Graças a Deus).
O curriculum do cão, principalmente em exposições não vale absolutamente nada na hora de selecionar padreador, aomenos, pra mim, o motivo é bem simples, exposição alémde não garantir qualidade emlinhagem e nem saúde, é na grande maioria da svezes julgados ou por leigos chamados juízes ou por pessoas que, conhecem a raça,mas tem seus próprios gostos como ou cães mais pesados, ou cães mais leves, o que acaba ferindo o padrão da raça em termos de seleção tecnica.
Resta-nos conhecer BEM linhas de sangue, o que passa o que, como é cada para então chegar a conclusão de um bom padreador para nossas fêmeas.
Sorte tua que mora na Europa, além de poder escolher qualquer padreador no país de origem ainda pode ir para campos de verão até mesmo encontros facilmente.
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Reply

Thread Tools
Display Modes

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Forum Jump


All times are GMT +2. The time now is 12:29.


Powered by vBulletin® Version 3.8.1
Copyright ©2000 - 2020, Jelsoft Enterprises Ltd.
(c) Wolfdog.org