Go Back   Wolfdog.org forum > Portugues > Off-Topic

Off-Topic Sobre tudo e nada, uma boa maneira de passar seu tempo livre...

Reply
 
Thread Tools Display Modes
Old 21-08-2008, 03:04   #1
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default "Ditadura da estética" castiga cães de raça com doença genética

Na Grã-Bretanha, cães de raça pura, os chamados cães de pedigree, estão sofrendo de doenças genéticas em conseqüência de anos de cruzamentos, mostrou um documentário da BBC exibido na terça-feira.

Na Grã-Bretanha, cães de raça pura, os chamados cães de pedigree, estão sofrendo de doenças genéticas em conseqüência de anos de cruzamentos, mostrou um documentário da BBC exibido na terça-feira.
Segundo o programa Pedigree Dogs Exposed (algo como 'Cães de pedigree expostos', na tradução livre), as doenças refletem a cultura de priorizar a aparência dos animais usados em shows em detrimento da sua saúde.
O documentário exibiu cavaliers King Charles spaniel com cérebros maiores que os crânios, boxers portadores de epilepsia e uma fêmea buldogue que não podia dar à luz sem assistência.
Mesmo com saúde debilitada, os cães são autorizados a participar de competições. Além disso, o Kennel Club do país aceita registrar animais nascidos de cruzamentos entre mãe e filho ou irmãos e irmãs. A prática é comum como forma de manter o padrão estético apreciado como "puro" no meio.
Três em cada quatro dos 7 milhões de cães que vivem na Grã-Bretanha têm pedigree, gerando para seus donos um custo anual de cerca de 10 milhões de libras esterlinas (mais de R$ 31 milhões) só com veterinário.
Preço terrível Uma pesquisa recente realizada pelo Imperial College de Londres mostrou que os cruzamentos entre cães com parentesco próximos são tão comuns em pugs que os cerca de 10 mil animais registrados na Grã-Bretanha vêm de uma linhagem de apenas 50 indivíduos distintos.

"As pessoas estão realizando cruzamentos que seriam, em primeiro lugar, totalmente ilegais em seres humanos", disse o professor de genética do University College of London Steve Jones.
"Isto é absolutamente insano do ponto de vista da saúde dos animais. Algumas raças estão pagando um preço terrível em termos de doenças genéticas."

Entrevistado pelo programa, o veterinário Mark Evans, da organização pelos direitos dos animais RSPCA, culpou o sistema de registro e as regras de aparência que determinam a lógica no mundo canino.

"O bem-estar e a qualidade de vida de muitos cães de pedigree estão seriamente comprometidos pelas práticas estabelecidas em função da aparência, guiadas primariamente pelas regras e requerimentos do registro e das competições", afirmou.
Entretanto, uma porta-voz do Kennel Club britânico disse que a entidade está trabalhando "incansavelmente" para melhorar a saúde dos cães de raça.

"Qualquer cão pode participar de exposições, cabe ao juiz decidir se ele corresponde aos padrões da raça", disse Caroline Kisko.

"Quando as características se tornam exageradas, ocorrem os problemas de saúde. Isto é algo que o Kennel Club não estimula. Ao contrário, ativamente educa as pessoas através de campanhas, incluindo os juízes, contra esse tipo de prática."

G1


Serão agora os criadores as próximas vítmas da "caça as bruxas" feita pela mídia?
Assunto polêmico, ao meu ver, po rumlado eles têm razão, mas sem dúvidas exageraram assim como fizeram comparações ridículas ( humano X cães) para chamar mais a atenção para a notícia.
__________________
http://www.wolfdog.org/forum/signaturepics/sigpic1100_1.gif
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Old 21-08-2008, 16:14   #2
Proprius Dominor
Junior Member
 
Join Date: Mar 2008
Posts: 51
Default

É realmente e infelizmente isso acontece, e nessa caça as bruxas os verdadeiros e bons criadores correm o risco de pagar o pato, claro que isso tudo é exagerado, a mídia adora exagerar fatos, ampliando pra poder obter mais audiência.
Proprius Dominor jest offline   Reply With Quote
Old 21-08-2008, 23:45   #3
Nebulosa
Moderator
 
Nebulosa's Avatar
 
Join Date: Oct 2004
Location: Rio Grande do Sul
Posts: 1,332
Send a message via ICQ to Nebulosa Send a message via MSN to Nebulosa Send a message via Skype™ to Nebulosa
Default

Sem dúvidas acontece, sempre existem "criaderos" inescrupulosos, essa noticia simplesmente generalizou em todos os sentidos:


Quote:
o Kennel Club do país aceita registrar animais nascidos de cruzamentos entre mãe e filho ou irmãos e irmãs. A prática é comum como forma de manter o padrão estético apreciado como "puro" no meio.
o kennel referido é o UKC, ou provavelmente The Kennel Club, não sei se os dois são cubes separados, apenas sei qu enenhum deles faz parte da FCI, qual a CBKC faz.
para a FCI cruzamentos entre irmãos inteiros é simplesmente proibido, e o criador apenas consegue um pedigree especial caso coloque bons motivos para ter feito o cruzamento, e comprova de que a ninhada é saudável, mesmo assim, o pedigree é diferente, alertando de que é um cruzamento entre irmãos inteiros.

Quote:
Preço terrível Uma pesquisa recente realizada pelo Imperial College de Londres mostrou que os cruzamentos entre cães com parentesco próximos são tão comuns em pugs que os cerca de 10 mil animais registrados na Grã-Bretanha vêm de uma linhagem de apenas 50 indivíduos distintos.
Essa eu tive de rir, sorte que não fizeram tal pesquisa com Bernese Mountain Dog, Lhasa Apso e até mesmo com o Cão Lobo Tchecoslovaco, pois daria bem menos do que isso, obvio que cada raça tem seus problemas, mas animais vindos de canis sérios que SABEM como trabalhar com a raça e conhecem o que as poucas linhas passam, dificilmente produzem cães doentes, quando isso acontece normalmente é algo meio que inesperado.


Quote:
"As pessoas estão realizando cruzamentos que seriam, em primeiro lugar, totalmente ilegais em seres humanos"
Sensacionalismo barato: Humanos não são cães.
Quando ocorre o cruzamento consangüineo entre humanos, normalmente de cara aparecem doenças hereditárias, são poucos os casos de filhos vindos de pais com alta proximidade ( como primos em primeiro grau, pai com filha ou até mesmo meio irmãos) que não tenham apresentado algum problema, claro, humanos NÃO passaram por seleção genética no que se refere as doenças de cunho genético, uma pessoa com displasia não vai deixar de ter filhos apenas por causa do problema, diferente da maioria das raças caninas, onde exemplares doentes não eram e nem são usados na reprodução ou são simplesmente descartados da reprodução pela incapacidade de trabalhar/sobreviver.

Quote:
da organização pelos direitos dos animais RSPCA, culpou o sistema de registro e as regras de aparência que determinam a lógica no mundo canino
E o que tem a ver as exposições e registros com a irresponsabilidade e ignorancia dos criadores?
O pedigree é apenas a arvore genealogica do mesmo, sendo o papel legal qual decide quem é o proprietário do mesmo, contendo outras informações sobre o cão. Kenneis clubes são normalmente apenas cartórios que guardam estas informações, organisam isso e, teoricamente, mantém a ordem colocando limites necessários para evitar a falta de bom senso entre os criadores.
Culpar as exposições, exposições são julgadas pelos juízes quais supostamente são preparados para julgar tal raça, já que, teoricamente estudaram o padrão racial e o conhecem, obviamente isso não bate com a realidade a nível mundial, sendo o problema das exposições, e aí tenho de concordar com a matéria, o fato dos juízes começarem a inventar moda em seus julgamentos movidos pelo gosto pessoal e pelo chamar a atenção na apresentação... não é atoa que exposições caninas não tem o menor valor para a seleção dos cães atualmente.
Um exemplo do maleficio que isso pode acarretar podemos ver no Pastor Alemão, exemplares shows são tão angulados que andam horrivelmente, fora terem maior propenção a displasia coxofemoral entre outros problemas mais sérios, diferente daqueles comumente conhecidos como " linha de trabalho" que são bem menos angulados no entanto, funcionais e com menores tendência a problemas de saúde.

Quote:
"O bem-estar e a qualidade de vida de muitos cães de pedigree estão seriamente comprometidos pelas práticas estabelecidas em função da aparência, guiadas primariamente pelas regras e requerimentos do registro e das competições"
Opa, concordo plenamente, mesmo porque, selecionar apenas por aparência chega a ser anti-ético, visto que praticamente todas as raças nasceram devido a sua seleção para cumprir uma determinada função... trabalho.

Quote:
"Quando as características se tornam exageradas, ocorrem os problemas de saúde. Isto é algo que o Kennel Club não estimula. Ao contrário, ativamente educa as pessoas através de campanhas, incluindo os juízes, contra esse tipo de prática."
Gostei dessa parte, pelo menos o Kennel Club Britanico tem bom senso nesse aspecto.

Coincidência, postaram esse video, sobre essa matéria no forum polonez
São 6 no total.
http://pl.youtube.com/results?search...rch_type=&aq=f
__________________
http://www.wolfdog.org/forum/signaturepics/sigpic1100_1.gif

Last edited by Nebulosa; 22-08-2008 at 01:53.
Nebulosa jest offline   Reply With Quote
Old 22-08-2008, 19:19   #4
Proprius Dominor
Junior Member
 
Join Date: Mar 2008
Posts: 51
Default

Não consegui ver os vídeos ainda, to com algum problema pra carregar vídeos hoje, mas acabo de ler a mesma matéria no UOL, com o título de: "Ditadura do pedigree castiga cães com doenças genéticas"
http://bichos.uol.com.br/ultnot/bbc/ult4550u475.jhtm
Proprius Dominor jest offline   Reply With Quote
Reply

Thread Tools
Display Modes

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

BB code is On
Smilies are On
[IMG] code is On
HTML code is Off

Forum Jump


All times are GMT +2. The time now is 05:48.


Powered by vBulletin® Version 3.8.1
Copyright ©2000 - 2021, Jelsoft Enterprises Ltd.
(c) Wolfdog.org